Viva seu município
Confederação Nacional de Municípios - CNM

Compartilhe:

Com orçamento participativo, prefeitura de Campo Florido (MG) se aproxima da população

Segunda, 18 de fevereiro de 2019.

Campo FloridoEm “meio mandato”, o prefeito de Campo Florido (MG), Renato Soares de Freitas, aprendeu uma lição: dá para ir além do orçamento participativo no que diz respeito ao engajamento e à transparência com a população. Ao assumir a prefeitura em agosto de 2017, Renatinho – como é conhecido – conta que os dois orçamentos, de 2017 e 2018, já estavam fechados e restava garantir a prestação de contas formal na Câmara de Vereadores.

Todo quadrimestre, os gestores apresentavam aos representantes do Legislativo municipal o balanço, e a primeira decisão do prefeito, atendendo a uma promessa de campanha, foi criar o Comitê Comunitário de Desenvolvimento Econômico. “O grupo é formado por representantes da prefeitura e secretarias, da comunidade, do terceiro setor, tendo, inclusive, participação da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, a FIEMG. E acompanha receitas e despesas, dá sugestão. É orçamento participativo mesmo”, defende Renatinho.

Segundo ele, o projeto tem como objetivo incluir os moradores de Campo Florido na gestão municipal de forma mais ativa, apresentando todo o trabalho feito neste um ano e meio e discutindo o que ainda não foi desenvolvido e deve ser encarado como prioridade. Proposta semelhante à da campanha Viva seu Município, promovida pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) anualmente, em comemoração ao Dia do Municipalismo, em 23 de fevereiro.

 Campo Florido Passos seguintes
Apesar da boa intenção, com o decorrer dos meses, eles sentiram a necessidade de tornar os encontros mais produtivos. “Em vez de passar quase uma hora falando de números, o que era cansativo para muitos, resolvemos criar tendas por área. Então, vamos levar a estrutura para os bairros e as comunidades, de uma forma mais atrativa. Por exemplo, social, ambiental, terceiro setor”, lista o prefeito.

Renatinho destaca que a oportunidade de prestar contas acabou se tornando uma forma de divulgar as boas práticas do Município e dos atores envolvidos com a administração local. Como a organização que tem um projeto social e trabalha com crianças e adolescentes no contra turno escolar. “Esse ano é o primeiro que fiz o orçamento da minha gestão, que tenho os meus projetos para desenvolver. Então pretendo dar toda a transparência, onde está sendo investido o dinheiro público, os pilares para as ações e programas, como educação e saúde”. Entre as novidades e informações que ele pretende levar aos habitantes do Município mineiro está a compra de 65% da merenda escolar dos agricultores familiares da região – índice alcançado, pela primeira vez, no ano passado.

O prefeito também aposta na parceria com as cooperativas agrícolas e de catadores, e os sindicatos rurais, para dar visibilidade às melhorias e buscar soluções para os problemas.

Por: Amanda Maia
Da Agência CNM de Notícias